5 dicas para construir um modelo de negócio para o seu pet shop

pet shop

27 dez 5 dicas para construir um modelo de negócio para o seu pet shop

O primeiro passo para a construção de uma casa, antes do levantando de suas paredes, a colocação de sua cobertura e o toque de seu acabamento, é um elemento essencial, do qual depende todo o desenrolar de sua obra e de sua perenidade: o fundamento.

Pode-se dizer, que estas mesmas regras observadas, das quais depende toda a história da constituição de um edifício material, valem ser empregadas em outras edificações, como no caso da construção de um empreendimento comercial.

Porém, dentro desta obra empresarial, o seu fundamento pode levar outro nome: modelo de negócio. Este alicerce tem como principal fator a estruturação lógica de seu “edifício empresarial”, a ponto de atingir todos os seus objetivos.

Sendo assim, você que pretende servir-se de um padrão, que seja a base para o desenrolar da trajetória de seu pet shop, deve ter presente algumas dicas valiosas, que podem iluminá-lo neste caminho.

Definir o público alvo

De acordo com a localização de seu pet shop, você deve segmentar os seus clientes, definindo seus gostos, propensões, interesses e condição financeira. Conhecendo condições sociais e econômicas, você já terá um dos principais elementos para a base de sua empresa de pet.

Modo de interagir com o cliente

Outro fator importante na construção do pet shop é ter presente como você vai se relacionar com o cliente. O suporte ao consumidor por meio de telefone, mensagens por sms, watsapp ou através da Internet, precisam existir em sua empresa, pois os clientes são os principais “pedreiros” nesta construção de negócios, e a sua opinião, satisfação e atenção valem muito.

Canais de atuação

O seu pet shop deve estabelecer os canais onde irá atuar, optando pelo atendimento através de uma loja física, ou pelos meios digitais. O mais aconselhável é que você saiba explorar os dois caminhos de atuação, a fim de aumentar as chances de crescimento de seu negócio.

Quais serviços oferecer e principais recursos a utilizar

Você deve decidir com quais serviços trabalhará em sua loja para animais de estimação. Ou seja, ela terá apenas produtos de alimentação, roupas e objetos que se costumam vender em pet shops, ou também atenderá os clientes no banho e tosa de seus estimados bichinhos?

Outra opção para aumentar o seu ramo de atuação e seus clientes é oferecer outros serviços, como atendimentos para vacinas e consultas veterinárias em sua loja.

Entretanto, o aumento de seu ramo de atuação pet e prestação de serviços exigirá alguns recursos imprescindíveis. Por exemplo, você terá que valer-se de funcionários, veterinários, equipamentos e ter um capital de giro.

Estruturação de custos e fontes de receitas

No entanto, é imprescindível que você tenha um cálculo dos investimentos necessários, a fim de que sua construção de negócios pet chegue a bom termo.

Nesta estimativa de gastos entrará:

  • Aluguel de seu pet shop,
  • Manutenção de sua loja,
  • Salário de seus atendentes,
  • Treinamentos,
  • Utilização de marketing,
  • Fornecedores e vários outros itens.

Deve-se também atentar-se às fontes de receita – que são os resultados dos valores propostos ao seu consumidor com êxito e o meio de entrada de valores no caixa de sua loja -, perguntando-se: “Quanto um cliente de pet shop está disposto a gastar com tal produto? Quais os meios de pagamento utilizado por eles? Como eles preferem pagar? Qual o resultado de cada fonte de receita para o valor das receitas totais”?

Bom, servindo-se deste projeto de elaboração em sua obra empreendedora, por meio de um modelo de negócio bem estruturado, estão postos os fundamentos de sua construção de negócios pet.

Com isso, o seu pet shop está pronto para iniciar a obra (as atividades), sem que os ventos, às intempéries e as tempestades da concorrência e da crise a desmorone por falta de alicerces.

Precisa de ajuda nesse sentido?Entre em contato!

Até a próxima!

Nenhum comentário

Postar um comentário