6 Dicas para você ser um fisioterapeuta do trabalho

fisioterapeuta do trabalho

21 dez 6 Dicas para você ser um fisioterapeuta do trabalho

Todos os dias a ciência se desenvolve, e muitas vezes, podemos usar esse desenvolvimento em benefício da nossa saúde. A fisioterapia, por exemplo, é um avanço muito utilizado já há bastante tempo. E ela apresenta variedades que muita gente não conhece, como a fisioterapia do trabalho. Você sabe como ser um fisioterapeuta do trabalho?

Muitos profissionais da área estão conhecendo a fisioterapia do trabalho agora, e procurando formas de se inserir nesse meio. Por isso, hoje te contaremos sobre o que é necessário para que você consiga ser um fisioterapeuta do trabalho.

Ser um fisioterapeuta do trabalho

O primeiro passo para isso é se interessar pela fisioterapia do trabalho. Caso você ainda não saiba, ela surgiu porque cada vez mais é preciso acompanhar os trabalhadores no dia a dia, principalmente aqueles que exercem funções de grande esforço físico.

Além disso, ela serve para tratar pessoas que sofreram acidentes no trabalho e precisam de sessões de fisioterapia para reverter a situação.

Parceria

Os fisioterapeutas do trabalho sempre trabalham em parceria com profissionais da segurança do trabalho. Sim, porque convenhamos, ambas as áreas caminham juntas.

Como a segurança do trabalho conscientiza os trabalhadores sobre os riscos que cada função pode oferecer, a fisioterapia do trabalho exerce o papel de conscientização quanto aos cuidados com o corpo, para que assim, todos possam trabalhar sem problemas.

Conhecimento

Para ser um fisioterapeuta do trabalho, é preciso conhecimento em algumas áreas específicas. É preciso saber sobre ciência do movimento humano, ergonomia, fisiologia, etc. Além disso, os fisioterapeutas do trabalho também são responsáveis por estudar vários tipos diferentes de ambientes de trabalho.

Isso porque eles precisam definir técnicas para prevenir que os trabalhadores se machuquem naquele ambiente, ou seja, um estudo prévio é fundamental.

Graduação necessária

Ser um fisioterapeuta do trabalho é muito diferente de abrir uma clínica de fisioterapia. Isso porque o Ensino Superior é uma exigência, e ele precisa ter feito um curso de Fisioterapia reconhecido pelo MEC, além de conter um documento que garante seu registro profissional no Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia, que o garante o direito de trabalhar na área.

Tratar pacientes

Um fisioterapeuta do trabalho precisa entender que seus pacientes serão pessoas que sofreram algum tipo de acidente no ambiente de trabalho, que deixaram alguma lesão no corpo, que precisa ser tratada a partir de sessões de fisioterapia.

Com isso, o papel do profissional será trabalhar em exercícios e técnicas para conseguir curar o trabalhador e inseri-lo de volta em seu local de trabalho.

Requisitos

Além da formação de bacharel em Fisioterapia, o fisioterapeuta do trabalho precisa ser uma pessoa que se comunica bem com outras. Além disso, é preciso ter paciência e uma boa didática, afinal, ensinará novos exercícios constantemente aos pacientes.

Ele também deve ter capacidade para apresentar soluções de uma forma rápida, além de conseguir promover ações de conscientização para seus pacientes. Essas foram algumas dicas para você se tornar um fisioterapeuta para o trabalho!

Fique atento ao perfil, ao que você precisa saber, e, principalmente, se realmente se identifica com essa profissão.

E, se ainda tiver alguma dúvida, entre em contato com a Marques! Somos uma empresa especializada em contabilidade para fisioterapeutas e podemos te ajudar!

Sucesso e até a próxima.

Nenhum comentário

Postar um comentário