Profissional Liberal ou autônomo? Entenda a diferença aqui!

profissional autônomo

25 nov Profissional Liberal ou autônomo? Entenda a diferença aqui!

Todo profissional tem dentro de si uma veia empreendedora, e estão prontos para atuar em diversos tipos de negócios..

Mas quando o assunto tem a ver com, abrir uma empresa ou empreender de forma individual, surge a pergunta que não quer calar: Será que devo ser MEI – Microempreendedor Individual, Empresário, Profissional Liberal ou um Profissional Autônomo? Em que se diferenciam e quais os benefícios e vantagens dessas modalidades para se empreender?

Dito isto, resolvemos falar hoje sobre duas categorias de empreendedores, para elencar suas diferenças e vantagens, e que assim você possa tomar a decisão que melhor se encaixa em seu perfil. Vamos falar sobre o Profissional LIberal e o Profissional Autônomo.

Vamos lá?

Profissional Liberal

Esse profissional precisa ter formação técnica ou universitária, com registro em uma ordem ou conselho profissional, sendo, na maior parte das vezes, associado a algum tipo de sindicato. Além disso, possui a liberdade de poder realizar suas atividades de dois modos:

  • Sendo empregado com carteira assinada
  • Ou trabalhando por conta própria

Como os profissionais liberais possuem essa livre atuação profissional, exercendo a profissão independentemente, respondem civilmente a falhas ou erros técnicos que porventura ocorram, por meio de seu trabalho.

A modalidade de profissional liberal é estendida a diferentes segmentos profissionais, com suas devidas certificações:

  • Advogados
  • Médicos
  • Arquitetos
  • Jornalistas
  • Dentistas
  • Professores
  • Engenheiros

Portanto, o advogado pode trabalhar com carteira assinada em um escritório de contabilidade, de segunda e quarta-feira e, nos demais dias da semana, agir como profissional liberal, sem haver, assim, impedimentos para prestação de assessoria e serviços a outros clientes ou escritórios.

O Profissional Autônomo

Esse tipo de profissional pode desempenhar variadas funções e não exige nenhum tipo de especialização ou qualificação profissional certificada.

Nesse caso, o empreendedor trabalha por conta própria, possui independência econômica e financeira, sem atuar como empregado de ninguém ou de qualquer empresa.

Atuando como profissional autônomo, não possui vínculo empregatício com nenhuma empresa, pois não atua registrado com um funcionário sob o regime da CLT. Exercendo seu ofício sempre de maneira livre.

Exemplo de profissionais que atuam como profissionais autônomos:

  • Pintor
  • Encanador
  • Eletricista
  • Costureiras
  • Camelôs
  • Cozinheiros

A principal diferença entre o profissional liberal e o profissional autônomo é que, no primeiro caso, as especialidades aprofundadas na carreira (graduação, pós-graduação, doutorado ou mestrado) são essenciais e exigidas por lei.

Vantagens em se atuar como profissional liberal ou como profissional autônomo

Uma das maiores vantagens está relacionada aos ganhos. Ou seja, o profissional é quem estabelece quanto vai ganhar e quanto vai produzir pela hora de trabalho, podendo não somente ganhar mais, mas também ter maior flexibilidade em sua atuação.

Na maioria dos casos, trabalhando como profissionais liberais ou autônomos, os profissionais conseguem aumentar seu networking, além de poderem se desenvolver com mais notoriedade.

A condição de não trabalhar sob o regime de contratação CLT, permite também um aumento nos serviços desempenhados para diversos clientes, podendo adequar a demanda de acordo com a agenda disponível.

Quando uma empresa deseja contratar um profissional autônomo, ela pode fazê-lo sob modo de prestação de serviços por tempo determinado. Sendo assim, pintores e eletricistas, por exemplo, podem também atuar em prefeituras e nas demais empresas, porém, sem que haja vínculo empregatício.

Os profissionais autônomos também podem abrir empresas e desempenhar as funções de seus conhecimentos a diversos interessados, sejam pessoas físicas ou jurídicas. Ainda com relação a empreender com a abertura de uma empresa com prestação de serviços, o empreendedor pode ter ou não empregados.

No caso de abrir empresa e ter empregados, o empreendedor precisará do apoio de uma assessoria contábil, desde a inicialização do negócio, até às demais atividades negociais feitas por ele. Isto é, como empresa, o empreendedor precisará emitir Notas Fiscais, pagar impostos e realizar cálculos para folha de pagamento.

Tipos de tributação que os profissionais liberais pagam

Se o profissional for associado a sindicatos, precisará pagar tributos anualmente para poder exercer as atividades. Além disso, também deverá prestar contas:

  • Ao imposto de renda
  • Além de pagar PIS, INSS e ISS

Tipos de tributação que os profissionais autônomos pagam

Para ter acesso aos benefícios previdenciários, esse profissional deve pagar:

  • INSS
  • ISS
  • No caso de ser pessoa jurídica: Cofins, PIS e CSLL.

Logo…

Seja qual for a categoria que você escolher atuar, o importante é que você tenha o apoio indispensável de uma assessoria contábil, afinal, como empreendedor, você sabe que ter um contador por perto é sempre recomendado!

Nenhum comentário

Postar um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.